Eventos Setembro 2017
 
D
S
T
Q
Q
S
S
1
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
24
25
26
27
28
29
30
             

Todos os eventos

EXISTEM TESTES PARA MEDICAMENTOS?

por Dra. Tânia Maria Gonçalves Tavares

Os remédios estão muito presentes no nosso dia a dia e têm seu valor: servem para aliviar diversos sintomas e controlar várias doenças. Na maioria das vezes, seus efeitos são satisfatórios e não nos trazem problemas. Porém, eventualmente, podem causar reações indesejáveis que são representadas principalmente pelo que se chama de efeito colateral, que são manifestações comumente relatadas, tais como: dor de estômago, enjoo, diarreia, boca seca, dor de cabeça dentre outras. Infelizmente, muitos pacientes chamam o efeito colateral de alergia, rotulando-se, de forma equivocada, como alérgico a vários remédios, dificultando o tratamento pelo seu médico.

Na verdade, um pequeno número de pacientes desenvolve reacões realmente alérgicas. Neste caso, os sintomas são outros, como por exemplo: placas avermelhadas pelo corpo com coceira, inchaço de lábios, olhos e até mesmo da glote, levando ao que se conhece como choque anafilático.

As reações alérgicas são imprevisíveis e obrigam o paciente a evitar de qualquer maneira estes remédios.

Em alguns casos, pode ser necessário que o médico especialista em alergia realize determinados testes, a fim de comprovar que a reação descrita pelo paciente se trata de uma alergia ou de um efeito colateral e assim poder orientar qual medicação alternativa pode ser usada com segurança.

Os testes para medicamentos não são isentos de riscos e por isso não devem ser realizados em consultórios, mas sim em ambientes hospitalares, dotados de condições adequados para o tratamento de possíveis emergências.